Palavras de Alento

17 de out de 2010

A história secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XVI

Resolvera comprar um computador. Era a primeira vez que sentia uma grande necessidade de ter um. Sempre preferiu ocupar seu tempo livre com livros, mas agora que estava tão longe de casa novamente, achou por bem manter-se conectada com as pessoas do Brasil.
Sentia saudades da irmã e do pai, e certamente a comunicação com eles se tornaria mais fácil, dinâmica e barata através da internet.
Recorreu à velha agenda de endereços e adicionou alguns amigos a seu perfil num programa de bate-papo. Conferiu sua caixa de correio eletrônico, havia centenas de mensagens não lidas. Uma em especial chamou-lhe à atenção. Datava do final de janeiro, poucos dias após sua chegada à Espanha. Era do Homem Sem Tempo. Contava o quanto havia ficado satisfeito com o encontro que tiveram na sorveteria, o quanto apreciava sua conversa inteligente e bem humorada, e pedia que continuassem mantendo contato. Finalizava o e-mail com “um forte e carinhoso abraço”. Provavelmente igual ao que lhe dera na despedida. Sentiu uma saudade imensa apertar-lhe o peito.
Apesar do tempo e da distância, não conseguia esquecê-lo, sentia-se como se estivesse deixado escapar o amor de sua vida. Provavelmente só ele teria a cura para aquela sensação de perda do que não fora seu, aquela saudade de algo que nunca tivera.
Entrou no site de bate papo e adicionou-o, mas não conseguiu encontrá-lo on line naquela tarde, apesar disso, não desistiu de procurá-lo. Andava para todos os lados com seu lap top à tiracolo e conectava-se à internet aonde quer que fosse.
Entrou no site de bate papo um pouco antes da meia noite, no Brasil seriam quase dezenove horas. Era um bom momento para falar com a irmã, ter notícias dela e saber da saúde de seu pai.
Havia muitas pessoas on line, menos sua irmã.
Estava prestes a desconectar-se, quando, para sua total surpresa, o Homem Sem Tempo entrou, e não demorou para que uma caixa de mensagem laranja começasse a piscar insistentemente.


To be continued

8 Recadinhos

Carol Fonseca

comentou...

Ô meu deus do céu! sempre termina na melhor parte! beijoo paty!

17 de outubro de 2010 15:54
Responder
A viajante

comentou...

Essa história virtual vai transpirar saudades...

17 de outubro de 2010 17:37
Responder
Kátia Tourinho

comentou...

Amor de verdade é assim mesmo, inesquecível! Eu entendo a MS. Espero que ela tenha mais sorte que eu.
Vixe, tô deprê hj, a MS me entenderia tbém...rsrsrs Bjokas

17 de outubro de 2010 17:53
Responder
Luiz

comentou...

A tecnologia da informação conspirando juntamente ao universo... Quero mais! Beijos

17 de outubro de 2010 18:20
Responder
Luiz

comentou...

Gostei do novo visual. Beijos!

18 de outubro de 2010 10:56
Responder
Uma Delas

comentou...

Agora tem que rolar, nem que seja pela web cam!

19 de outubro de 2010 12:29
Responder
Flavio Ferrari

comentou...

As mulheres interessadas no homem sem tempo, e os homens nas mulheres do tempo (sempre gostosas, já reparou ?)

19 de outubro de 2010 22:46
Responder
Antonio de Aruanda

comentou...

Fiz as pazes com A MS e o HST. Voltei...

12 de novembro de 2010 18:27
Responder

Postar um comentário

Se impressionou? Então me conte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...