Palavras de Alento

8 de fev de 2010

A história secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo II

Houve uma época em que a Mulher Só acreditava que o Homem Sem Tempo era perfeito. Ele possuía as qualidades que as mulheres consideram importantes em alguém pra se amar. E ela sonhava em concretizar esse amor algum dia.
Mas por onde andava aquele homem que parecia tão assoberbado com seus afazeres, deveres e obrigações? Estaria feliz com a vida que escolhera? Já estaria a aquela altura, casado, com filhos? Não, não poderia o destino ser tão cruel assim justamente agora que ela estava livre para o amor novamente, após anos de clausura.
Num sábado à noite, enquanto se encontrava insone, rodeada por seus livros e vídeos, sua saudade foi abrandada pelo telefone tocando. Era ele. Sentiu-se invadida por um mix de sentimentos e um calor queimar-lhe por dentro. Por qual razão sentia-se assim, depois de tanto tempo? E por quê ele resolvera ligar àquela hora, após tantos meses, talvez dois anos, de desvanecimento...?
Atendeu, desconfiada. A voz do outro lado continuava a mesma, trazendo-lhe sensações que antes não podiam ser experimentadas. Agora ela permitiria que sua paixão explodisse. Queria e merecia viver esse momento.


To be continued...

9 Recadinhos

A viajante

comentou...

Eita...mix...me lembrei do CDI...rs....quero saber mais! Beijinhos

8 de fevereiro de 2010 23:40
Responder
Luiz

comentou...

Poxa vida... vc é um Manoel carlos de saia. Matou a minha curiosidade em parte. Preciso de mais, hein? Ainda n consigo deixar de achar o Homem Sem Tempo um bobão. rsrsr Beijos gatinha.

9 de fevereiro de 2010 22:39
Responder
Luiz

comentou...

Caramba, confesso que fiquei ainda mais curioso. Essa garota é um talento. Ainda não consegui deixar de ver o Homem sem Tempo como um Bobão. Preciso de mais. rsrs Beijão gatinha.

9 de fevereiro de 2010 22:48
Responder
Paty Michele

no comando :)

Lu, de bobo o HST não tem nada (ele é esperto até demais pro meu gosto...).

9 de fevereiro de 2010 22:52
Responder
Antonio de Aruanda

comentou...

Quem é esse cara, irmã? Vamos fazer um sortilégio pra ver se esse nó se desata de uma vez e você possa viver essa história sem amarras? (risos) Espero que vocês sejam felizes... Ansioso para o próximo capítulo.

10 de fevereiro de 2010 10:24
Responder
Paty Michele

no comando :)

Antonio, não tem sortilégio certo. E parem (todos) de achar que a MS sou eu. Isso é pura ficção!!!

10 de fevereiro de 2010 11:13
Responder
Anônimo

comentou...

Sob meu forte olhar atento e juvenil a "Mulher só" nunca estava só, pelo menos, nunca a vi só, mas a contemplava. Sua vida sempre se distanciou da minha. Vivemos em mundos paralelos em espaços comuns e com pessoas bem próximas. Somente nós dois estávamos distantes. O porque, ainda não sei. Mas voltemos à mulher só. Talvez ela nem soubesse o quanto eu a desejava, o quanto representava no meu universo particular, vazio e sombrio, pela ausência de sua luz que de mim se distanciava. Deixei o tempo passar, assumindo uma postura correspondente à interpretação ou julgamento sobre o que a "Mulher Só" deixava de pensar sobre mim. Acreditava que para ela, eu era indiferente e devia tratá-la do mesmo jeito, com indiferença. Tal sensação, ao contrário do que imaginei, se modificou em razão de um momento em que, de fato, estávamos mais preocupados em um único ideal, não meu, nem dela, mas nosso. Após aquele dia, nossas diferenças começaram a desaparecer e no lugar de pensamentos muitas vezes distantes e indiferentes que caminhavam por "estradas" diferentes, surgiu uma forte amizade que ainda precisa ser cuidadosamente vivida. Agora, nossos papéis andam invertidos, apesar de nos desejarmos, acredito! Então, como não quero e não farei de um momento tão mágico e importante, como este que imagino , um a mais, não me cansarei de esperar, um pouco mais, pra viver o que a vida nos reserva de bom...

27 de fevereiro de 2010 01:35
Responder
Kátia Tourinho

comentou...

Meninaaaaaaaaaa, e a "Mulher Só" ainda reclama? kkkkk Se é para ficar sozinha e receber uma declaração dessas do Homem Sem Tempo, então, que existam milhões de Mulheres Sozinhas desejadas por Homens Sem Tempo apaixonados e menos mulheres acompanhadas e eternamente carentes...rsrsrs Gostei!!!

18 de julho de 2010 19:03
Responder
Responder

Postar um comentário

Se impressionou? Então me conte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...