Palavras de Alento

17 de set de 2011

A história Secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XXX 

Os dias que antecediam a chegada do verão deixavam todos bastante animados. Mas àquela altura, a Mulher Só era pura melancolia. Seu nome era saudade e a única coisa que podia servir-lhe de consolo era a certeza de que seu sentimento era compartilhado por seu amado. 
A angústia da distância se intensificava nos finais de semana, quando ele não se conectava à internet e seu status nas redes sociais e sites de bate papo apareciam sempre off line. Também nunca lhe telefonava aos sábados ou domingos. Isso a entristecia sobremaneira. Sabia que muito provavelmente ele estaria dedicando seus dias de folga à família. 
Certa vez arriscara ligar num domingo, início da tarde no Brasil. Ele atendeu ao celular com um “olá” tão estranho que ela imaginou tratar-se de outra pessoa. Perguntou se estava tudo bem e não prolongou a conversa. Ela desligou o celular, desconcertada, sentindo-se a pior das criaturas, envergonhada de si mesma. 
A partir daí passou a questionar-se acerca dessa relação, se essa felicidade momentânea, proporcionada por encontros furtivos, valeria a pena. Chegava a pensar que a angústia causada pela ausência e a falta de posicionamento dele era um preço muito alto a pagar por esse amor. 
Mas o Homem Sem Tempo sabia como convencê-la a mudar de ideia. Ele possuía o dom de usar as palavras e fazê-la crer que aquele amor era sim possível. E ela deixava-se levar por promessas que ele nunca fez. Gostava de ouvi-lo dizer que havia algo de inexplicável entre eles, dava-lhe a certeza de que o Homem Sem Tempo realmente acreditava que aquele amor pudesse transpor as barreiras do tempo e jamais morrer. 

To be Continued

6 Recadinhos

A viajante

comentou...

Essa fase racional de qualquer relação, mina o mais bem intencionado amor...mas quem disse que razão ignora o amor? Não ignora...

17 de setembro de 2011 15:33
Responder
Luiz

comentou...

Isso deve ser a mulher só dando um (T)empo (P)ara a (M)ente. Beijos

18 de setembro de 2011 10:17
Responder
Lívia

comentou...

Se arrependeu? Acho que agora é tarde.

18 de setembro de 2011 18:17
Responder
Kátia Tourinho

comentou...

Amigaaaaaaaaa, está na hora da MS assimilar que amores amenos são eternos e os intensos, passageiros...rsrsrs
Bjokassssssssssssss

21 de setembro de 2011 19:24
Responder
Uma Delas

comentou...

Ah, se pensar demais não faz nada. Relaxa e goza, MS...

25 de setembro de 2011 11:11
Responder
Paty Michele

no comando :)

Ela não sabe o que quer!

8 de outubro de 2011 21:39
Responder

Postar um comentário

Se impressionou? Então me conte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...