Palavras de Alento

5 de jul de 2010

Reflexões sobre um futuro não tão distante assim...

Todo mundo sabe que eu sempre quis ser mãe. Já cheguei a desejar quatro filhos, imagine. Hoje sei que isso seria impossível, diante das dificuldades impostas pelo estilo de vida que eu escolhi.
Mas houve um tempo em que eu havia desistido desse sonho. Achava injusto e egoísta gerar um filho e pôr mais uma criatura nesse mundo pra sofrer. Só me vinha à cabeça o aquecimento global, a superpopulação nas grandes cidades, a concorrência no mercado de trabalho, a violência, a fome, as drogas, as epidemias...
Claro que quando engravidei espantei todos esses pensamentos, e passei a vislumbrar um futuro perfeito, tendo ao meu lado, aquele ser humano abençoado que o Criador enviara pra iluminar minha vida. Óbvio que viver ficou muito melhor com o sorriso dele alegrando as minhas manhãs. Mas estou quase certa de que a minha contribuição para a propagação da espécie vai ficar por aqui.
Esses dias nublados que tenho vivido ultimamente trouxeram de volta os pensamentos apocalipticos e deterministas que me faziam desistir de procriar.
Hoje vi uma propaganda linda na televisão, com um monte de crianças brincando, felizes num campo verde. Pensei em meu filho, óbvio. E senti pena da geração dele, privados de tantas coisas, expostos a perigos inimagináveis às crianças que como eu, viveram os anos 80. Por mais que a gente queira e tente protegê-los, haverá sempre algo que fugirá ao nosso controle e poderá atingí-los.
Agora penso em minha mãe, e no sofrimento dela, ao saber da luta que seu filho está por travar.
Ser mãe é mesmo padecer no paraíso.

4 Recadinhos

Luiz

comentou...

Eu ainda preciso ter pelo menos um. Não sei se egoísmo meu ou se isso faz parte da minha convicção de que as coisas vão melhorar. Beijos

5 de julho de 2010 22:49
Responder
Ariana Magalhães

comentou...

Otimismo e coragem, Paty, o mundo não muda, mas a gente sim, graças a Deus! Seu filhote é sua benção e fará parte de uma geração melhor q a nossa, pode crer. Serão filhos da geração coca-cola, incomodada com o caminho q o mundo tomou. Acho q JV vai fazer bonito nesse planeta e ninguém vai segurar a sua inteligência e sensibilidade para o bem. Tô contigo! Bj,

7 de julho de 2010 20:56
Responder
A viajante

comentou...

Eu quero ter um. Pode ser que eu engravide,pode ser que eu o adote...pode ser que eu escreva livros, ou que eu plante árvores ou pode ser que eu só sonhe com um mundo melhor: com mais leitura interessante ou mais verde no mundo...

7 de julho de 2010 22:10
Responder
Paty Michele

no comando :)

Um tá de bom tamanho, gente, filho dá um trabalhão, demanda uma responsabilidade absurda e mta, mas mta paciência e renúncia!

11 de agosto de 2010 20:34
Responder

Postar um comentário

Se impressionou? Então me conte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...