Palavras de Alento

10 de abr de 2011

Eu, Minha Mãe e As Mães de Chico Xavier

Pra coroar o baixo astral que me ronda, fui assistir à película, que encerra as comemorações pelo centenário do famoso médium. Entendam, não estou em fase masoquista, apenas quis agradar à minha genitora, que fez anos, e pediu-me que a levasse ao cinema para ver esse filme.
Estava no carro, a caminho do shopping, quando ouvi, pelo rádio, uma crítica bastante desestimulante, mas como havia prometido à Dona Lêda, lá fui eu! (Até porque, não tenho a pretensão de parecer entendida de cinema, apenas gosto, mergulho e vivo intensamente cada história que me interessa ).
O filme começou bem levinho, mas do meio pro final tornou-se lacrimejante, como não poderia deixar de ser, afinal o assunto é triste mesmo. Quem não tiver estômago não vá. Só quem passou por isso busca esse tipo de situação, na tentativa desesperada de compartilhar e se solidarizar com quem sofreu a mesma dor.
Deus deveria respeitar a ordem natural das coisas e proibir a morte de filhos. É torturante pensar nisso, e impossível não se colocar no lugar de uma mãe, sendo eu, mãe. E ficar ali, vivendo a tristeza da mãe que perde seu menininho de 5 anos também mexeu demais comigo. (Como se eu já não estivesse suficientemente "mexida").
Enfim, o filme é triste, porém bonito, porque fala de um amor verdadeiro e incondicional. A mensagem que mais me marcou foi quando Chico orientou a mãe que perdeu o garotinho a agradecer à babá, com a qual ele se encontrava no momento do acidente, que posteriormente o levou à morte. A lição de Chico é: Se fosse com a própria mãe, o sofrimento pela culpa teria sido muito pior pra ela.
Saí do cinema com uma vontade enorme de ter tido a oportunidade de conhecê-lo, e quem sabe, de receber uma de suas cartas psicografadas. Não me tornei espírita, mas sempre simpatizei com a doutrina, e agora que tenho pesquisado a respeito, sinto-me reconfortada por acreditar na vida após a vida, e no reencontro que um dia terei com o meu linDão.

Encerro o post com outra frase de Chico Xavier, que é bela, triste, porém alentadora: 

"A saudade existe dos dois lados"

8 Recadinhos

Kátia Tourinho

comentou...

Minha amiga, ainda não assisti ao filme, pois estou esperando um momento melhor. Se for assistir esses dias em que me encontro nesta confusão de sentimentos, é melhor levar um balde e um lençol.
De qualquer forma, sei que para vc e sua mãe, apesar de toda saudade refletida em lágrimas, deve ter sido reconfortante mesmo.

Bjs de luz

10 de abril de 2011 19:11
Responder
A viajante

comentou...

Costumo dizer que cinema é uma arte irresistível, daqueles poderosas, capaz de, muitas vezes, nos envolver e fazer com que a gente reflita (ou não) sobre a vida, morte, temas e valores que nos afeta. Patiinha, a mensagem dele é isso mesmo. Saudade, dos dois lados. Sinto isso, o tempo inteiro....bj

10 de abril de 2011 19:14
Responder
Luiz

comentou...

Pena que não pude ir abraçar minha sogra e ver o filme com vocês.
Quanto ao reencontro temos a certeza de que acontecerá em breve, pois esta vida é menor do que um milésimo de segundo da eternidade.
Beijos

10 de abril de 2011 19:28
Responder
Anônimo

comentou...

Existe sim amiga!!!!E como existe!!!!Bjs!!!;Sú!!!!

10 de abril de 2011 21:01
Responder
Sheila Carine

comentou...

Amiga

a certeza que tenho de que um dia reencontarei todas as pessoas que amei e que puderam conviver um dia comigo, me faz acreditar, a cada dia, que Deus faz tudo certo e que a nossa vida aqui na Terra é somente uma passagem. Uma breve passagem. Por isso não temo a morte pois sei que um dia amiga esta saudade passará e seremos muito, muito felizes. Beijos

10 de abril de 2011 22:22
Responder
Emmerson & Morvan "diferentes porém iguais"

comentou...

Vc. acredita que eu ainda não fui assistir...

10 de abril de 2011 23:41
Responder
Kátia Tourinho

comentou...

Oi amiga
Recebi o selo “Blog Pop” de uma amiga blogueira: Lena, dos Blogs “Amadeirado” e " Além das Nuvens".
Esse selo é conferido aos blogs de popularidade, aqueles que atingirem a aceitação do público. O selo foi criado com a intenção de promover o reconhecimento por um trabalho que agrega valor à Web.
O seu blog foi um dos que escolhi! É importante que você que está recebendo o “Selo Blog Pop” e o aceite, siga algumas regras:1. Exibi-lo no blog;2. Apontar o blog pelo qual recebeu o selo;3. Escolher outros 10 blogs a quem deve oferecer o “Selo Blog Pop”, mas, como sou um pouquinho rebelde a bem avessa a regras, não escolhi dez não...rsrsrs Só escolhi alguns!
OBS: O selo está no cantinho de presentes especiais em meu blog.

Bjs e espero que goste!

11 de abril de 2011 21:46
Responder
Patricia

comentou...

Paty, eu que sei bem o que é essa dor, fui assistir a esse filme duas vezes, uma com minha mãe e outra com minha mãe e minha avó. A dor da mãe ao ver a expresão do médico, os gritos no hospital, eu me vi ali.Queria tanto ter conhecido Chico, agora mais que nunca, força para vocês, é só o que posso dizer, mas sei o quanto é difícil ter força. Bjos e obrigada por estar no meu blog, gostei muito do seu, das suas palavras solidárias. Que Deus abençoe sua mãe e a você e os seus. Bjo.

1 de maio de 2011 21:23
Responder

Postar um comentário

Se impressionou? Então me conte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...