Palavras de Alento

29 de jun de 2012

A história secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XXXIX

Acordara assustada, com o toque insistente do celular. Ainda era madrugada, olhou o aparelho e embora não reconhecesse o número, sabia que a ligação vinha do Brasil. Atendeu, receosa. Pelos seus cálculos ainda não era meia noite em seu país de origem.
- Você precisa vir pra cá o mais rápido possível!Era a voz da sua irmã, num tom autoritário, inadmissível àquela altura de suas vidas. 
Respirou fundo e tentou dizer alguma coisa, quando foi interrompida por uma voz desesperada, que parecia tentar abafar um choro:
 - O pai enfartou!
Seu coração gelou. Pulou da cama,procurando o que vestir. Não sabia o que dizer à irmã, só pensava no lapso enorme de tempo que a separava da família. Havia meses que não se viam e semanas sem dar notícias. Culpou a si mesma, desculpou-se com a irmã e prometeu viajar imediatamente.
imagem daqui
Arrumou as malas, deixou um bilhete para a Garota Francesa na porta da geladeira e tomou um taxi para o aeroporto. No caminho enviaria um e-mail ao seu orientador explicando a necessidade de ausentar-se por uns dias. Estaria de férias da Universidade dali a uma semana, mas ainda havia pendências. Nada que não se resolvesse a distância.
Sua preocupação maior agora era saber o real estado do velho. Perdera a mãe muito cedo e seu pai só voltou a unir-se a outra pessoa depois que as filhas estavam adultas. Era uma senhora simpática, que dedicava-se a ele e lhe fazia companhia, mas ela também já inspirava cuidados. Reconhecia a necessidade de se fazer mais presente, não deveria sobrecarregar a irmã.
Ao desembarcar no Brasil, lembrou-se imediatamente do Homem Sem Tempo. Era torturante saber que estavam agora na mesma cidade, mas não poderiam se ver. Havia decidido colocar um ponto final naquela história e, por mais que lhe doesse, não voltaria atrás.
Espantou aqueles pensamentos sombrios e resolveu cuidar do que era certo.

To be Continued

27 de jun de 2012

Divulgue seu Blog

Essa semana eu vi uma postagem no blog da Elaine Gasparetto com um tutorial para inserir uma galeria de divulgação de blogs. Eu simplesmente A M E I a ideia.
Então pensei em criar uma página exclusiva pra isso, e embora não saiba mexer com html, consegui fazer a página aparecer. \o/
Criei essa postagem pra divulgar a novidade e agora pronto, quem quiser que seu blog figure aqui na galeria pode clicar na aba Divulgue seu blog, aí em cima, no cabeçalho, ou nesse próprio link.
Modestamente, acho que vai bombar, porque segundo as estatísticas do Google, o IMD está alcançando a marca de mais de cem acessos por dia (ai como eu tô metida!). 

Ah, por favor, alguém faz logo isso, tô doida pra ver essa galeria pronta!!! kkk

25 de jun de 2012

Blog da Semana #21

Eu passo horas analisando os blogs pra indicar um aqui, mas tem sempre algo que me faz decidir: Uma postagem bacana. E essa semana esse blog me fez rir e refletir com dois posts inusitados, por isso indico o Mary Miranda Fatos de Fato como blog da semana. É um blog que eu já sigo há um tempo, mas não costumo visitar muito (um pecado!), o que não significa que não o aprecie.
A Mary é uma professora carioca (além de ser uma figura), que está sempre trazendo textos de sua autoria, bem humorados, nos levando a refletir sobre questões cotidianas e também sobre nossa postura na blogosfera. Tudo isso com o objetivo de produzir conteúdo informativo e relevante. 
Recentemente a Mary lançou uma campanha contra o que ela chama de "comentário legal" (aquele tipo que não agrega nada ao blog, não faz referência ao texto e ainda por cima sugere uma visitinha ao espaço do comentarista). Tomara que bastante gente leia e funcione, de fato!
Fatos de Fato

23 de jun de 2012

São João passou por aqui!

Tudo pronto pro arrasta-pé.
O São João é a minha festa favorita. Deve ser pelo fato de eu ser do interior, onde a festa tem sua origem. É toda uma preparação: figurino, decoração, culinária e músicas típicas. Tudo isso regado a um inverno tímido, aquecido por uma fogueira na porta de casa.
Antigamente íamos visitar as pessoas e da porta de casa gritávamos: São João passou por aqui? Diante da afirmativa dos proprietários, adentrávamos o recinto para degustar as delícias preparadas pela dona da casa, tomar um licor de genipapo e dançar forró.  
A maioria dos leitores do meu blog são de fora do meu estado, e provavelmente não cultivam a tradição da festa na noite de São João. No nordeste esse santo é tão reverenciado que dia 24 é feriado. E como não poderia ser diferente, hoje estou reunida com parte da minha família, comemorando a data, numa casa enorme, que já está cheia de bandeirolas e crianças correndo pra todo lado. 
Haja alegria, definitivamente, São João passou por aqui.

Anarriê!

21 de jun de 2012

Curtinhas do Bento

Ele fez uma arte daquelas: colou um cartão, em cima da TV do quarto e com isso esparramou cola por toda a tela. Eu fiquei furiosa e disse que nunca mais deixaria ele usar cola sozinho. Mas no dia seguinte ele me pediu pra usar a cola novamente.
- Não, Bento, de jeito nenhum!
Imagem daqui
- Ah, mãe, deixa, deixa. Eu prometo que não vou fazer bobagem...
- Não adianta prometer porque eu não acredito. Perdi a confiança.
- E onde você deixou essa confiança?
***************************************************
Enfiou os dentes numa bola de futebol, que esvaziou na mesma hora. Percebendo que perdera o brinquedo, desatou a chorar.
- O que foi, meu filho? - eu pensei que o mundo havia se acabado
Ele mostrou a bola murcha e aos prantos, explicou com suas "próprias" palavras:
- Eu fiz uma "desastraria"!
*****************************************************************************
Passou alguns minutos com as mãos dentro do short, até que eu reclamei:
- Bento, o que é que você quer mexendo tanto aí?
- Eu quero ver se o ovo que tem dentro do meu saquinho é de Páscoa!
Simples assim.

18 de jun de 2012

Blog da Semana #20

O blog dessa semana poderia ter sido indicado no início do mês, contextualizando com o dia mundial do meio ambiente. Mas eu me passei com a data, rsrs. Porém, o blog não vai passar em branco! O Jubiart é um espaço verde, literalmente. É mais que um blog pra divulgar as artes da sua dona, a Bia, uma paraense de  nascimento e tocantinense por opção do coração.
A Bia mora em Tocantinópolis, uma cidade pequenininha, mas muito charmosa, que vira e mexe, aparece no blog, que foi criado há dois anos para divulgar seus trabalhos artesanais. Ela cria biojoias lindíssimas usando sementes, cascas e outros elementos naturais. Eu mesma já ganhei, num sorteio no blog da Van, duas peças feitas pela Bia.
Passem por lá pra conferir o trabalho lindo desenvolvido pela Bia, que também divulga a região onde mora com fotos lindas.

15 de jun de 2012

Desapega!

O desapego é uma daquelas coisas que, teoricamente, todo mundo sabe que deve fazer, mas praticar significa uma tarefa hercúlea. Desapegar-se não quer dizer tornar-se indiferente, não se importar. Desapegar-se é continuar amando e se preocupando, mas estar ciente de que não somos donos de ninguém.
Certa vez li uma frase (que, salvo engano, é do Dalai Lama) que diz que todas as coisas que existem no mundo pertencem a Deus, portanto, não devemos sofrer com as perdas. Segundo ele, até as coisas materiais, que conquistamos por meio do nosso trabalho (ou não), também pertencem a Deus, pois ele nos possibilitou a conquista desses bens. 
Refleti acerca disso numa ocasião em que o meu carro foi arrombado e eu tive um prejuízo enorme. Aí eu ficava repetindo pra mim mesma que Deus tinha me permitido comprar o carro, também me permitiria reaver os gastos com os reparos (trabalhando, claro!). 
Tome uma capsula de 12 em 12 horas
Entoava a frase como um mantra (embora a vontade de matar os bandidos que fizeram aquilo não saísse da cabeça). A ideia fixa de prender os ladrões foi tão grande, que, semanas depois a quadrilha foi desbarata e todos presos. Eu vi a reportagem na TV me acabando de rir. Me senti vingada. É, amigos, desapegar é difícil!
Mas o apego traz muita angústia e sofrimento. Uma mãe muito apegada pode sofrer quando os filhos saírem de casa pra estudar,  trabalhar, ou pra casar. Conheço dezenas de casamentos prejudicados pela interferência das sogras. E isso me leva a constatar que as mulheres são infinitamente mais apegadas que os homens. As mulheres sofrem muito mais do que os homens quando um relacionamento acaba. É o apego!
Os grandes desapegados mesmo, aqueles que merecem o meu respeito, são as pessoas espiritualizadas. Chegam a parecer frias e distantes quando perdem alguém. Mas não é frieza: é entendimento.
Já sofri da pior espécie de apego que existe: o apego a bens materiais. E quem sofre desse mal, não precisa ter algo de valor pra se apegar, não. Uma blusa manchada, um vaso quebrado ou o carro arranhado, qualquer coisa que aconteça ao seu precioso bem, vira motivo de discórdia.
A gente precisa se desprender dessas amarras e passar a valorizar o que realmente importa nessa vida, porque um dia todos partiremos desse mundo (pra um melhor, espero) de mãos abanando. E aquele velho ditado de malandro, vira verdade absoluta: "O que a gente leva da vida, é a vida que a gente leva".

12 de jun de 2012

Namorar vale a pena (?)

Imagem daqui
Eu não vou mentir: sempre preguei a solterice. Até quando casei. E mais ainda quando me separei!
Não estou me queixando da sorte, sou uma pessoa caseira, extremamente família e não vou negar que é ótimo ter alguém ao lado pra dividir os momentos bons. E os ruíns também, afinal, é na hora do aperto que a gente sabe quem são as pessoas com quem podemos contar de verdade.
Mas que a vida de solteira sempre me fascinou, isso é fato! Meu espírito é livre, ainda que eu esteja comprometida.
Hoje, Dia dos Namorados queria propor aos meus leitores uma brincadeira. Cada um vai defender seu peixe e postar uma vantagem ou desvantagem (apenas uma das opções) de se estar amarrado a alguém, seja namoro, noivado, rolo ou casamento.
Na próxima postagem eu contabilizo os prós e os contra  e divulgo.
Mãos à obra vocês aí!


11 de jun de 2012

Blog da Semana #19

Como estamos às vésperas do Dia dos Namorados, para vocês irem entrando no clima, hoje eu vou indicar um blog que é dedicado exclusivamente a falar de amor e de sexo. Tudo de uma forma muito discreta, sem agredir ou constranger ninguém. 
O Ponto e Vírgula tem como autora a Maria Tereza Marçal Cardoso (eita nomão, !), uma professora mineira, que já possui outro blog, mas criou esse espaço pra estimular o debate sobre o tema sexualidade.
É um blog novo, mas já conta com algumas dezenas de seguidores que estão sempre ligados nos temas e contribuindo com seus comentários para acirrar as discussões. 
Confiram, quem sabe vocês não se inspiram para uma linda noite amanhã?


8 de jun de 2012

A história secreta da Mulher Só e de Homem Sem Tempo

Capítulo XXXVIII

Era a terceira dose de gim tônica que ela tomava. Sentia um mix de euforia e depressão, que oscilava a depender da quantidade de pessoas a seu redor. Se os amigos se ausentava, logo vinha a lembrança do Homem Sem Tempo e uma saudade que lhe esmigalhava a alma. Sentia falta dele, da sua voz, do cheiro, das palavras no e-mail, que seria capaz de cair num pranto que duraria horas, ainda mais depois de tanta bebida.
Mas, pra sua sorte, ela não estava só. A Garota Francesa voltou da pista, e, animadíssima, tomou de uma vez uma taça de margarita frozen, depois pegou a amiga pela mão e arrastou-a para a pista de dança. Juntaram-se a um grupo de conhecidos que dançava freneticamente e, numa espécie de palco que imitava uma cabine, sob uma luz piscante, estava o DJ Catalão em ação. Seus olhos se cruzaram e ela teve a impressão de que ele estava o tempo todo observando-a. Sorriu, acenou  para ele e virou-se tímida.
Poderia alguém ser tão lindo, estar disponível, e ela não conseguir interessar-se nem um pouco?
Mais tarde, quando outro músico assumiu o comando da pista, o DJ Catalão juntou-se ao grupo. Àquela altura, a Mulher Só já havia tomado muitas doses e um sorriso confuso brotara em seu rosto. Ela, porém, sentia-se cansada e quase deprimida, pelos excessos da noite.
Levantou-se, anunciando que iria embora, e o belo rapaz de olhos azuis prontificou-se a acompanhá-la. Do lado de fora da boate, sentindo a brisa da madrugada no rosto, achou melhor ir sozinha para casa.
- Não precisa vir comigo, eu pego um taxi - disse, já acenando para um carro.
- Ok, mas eu queria que soubesses o quanto foi especial tê-la aqui essa noite.
Segurou-a pelos ombros, era muito mais alto que ela, fez menção de beijá-la. A Mulher Só sorriu, a delicadeza com que ele a tratava chegava a constrangê-la. Tentou despedir-se à moda brasileira, com dois beijos no rosto, mas ele não compreendeu o gesto e acabaram se beijando.
O que seria uma despedida, acenou a possibilidade de um novo começo.

To be Continued

4 de jun de 2012

Blog da Semana #18

Talvez os poucos homens leitores do IMD não se identifiquem tanto com a indicação dessa semana, mas a mulherada com certeza vai amar! A dica vai para todas, que, como eu, adoram saber das novidades, tendências e dicas para cuidar melhor dos cabelos. A Déa Brasil é cabeleireira, e embora eu nunca tenha ido ao salão dela conferir seu trabalho, dá pra perceber que é uma profissional de primeira. Ela está sempre de plantão no Dé@ Brasil Cabelos, um blog meio salão de beleza, onde pode-se conferir algumas transformações, cabelos badalados, produtos testados por ela mesma, indicação de cursos e até um pouco de etiqueta. Enfim, um blog pra lá de útil e chique!!! 
Estou sempre perambulando por lá em busca de alguma coisinha pra incrementar minha relação com minhas longas madeixas, por isso não poderia deixar de compartilhar esse luxo com minhas amigas blogueiras. Fica valendo aquela velha máxima do comércio: se você gostou, recomende aos amigos. Então lá vai!

2 de jun de 2012

Mãe não Mente

O menino fica entediado facilmente. Se vamos a um lugar que não o atrai, ele logo pede pra voltarmos pra casa. Quando vou pro interior, visitar meus avós e minhas tias, se não tiver uma criança da idade dele por perto, é uma verdadeira tortura para ele. Então eu preciso ter o maior cuidado em convencê-lo a ir, e algumas vezes evito levá-lo a determinados lugares. 
Geralmente as pessoas perguntam: "Por que não trouxe Bento?
E eu invento uma desculpa, não posso mentir, imagina se vou dizer: "Ele morreria de tédio aqui!".
Depois de muito pesquisar, encontramos um lugar bem legal, onde acreditávamos que ele iria curtir: Um ecoresort. E lá fomos os três em pleno feriadão para aquele lugar lindo, com praia, piscina e lagos cheios de peixes pra ele alimentar. Além disso tinham bichos por toda parte: coelhos, micos, avestruzes e até um pônei! Bento amou! Voltou cheio de histórias, contando cada detalhe dos dias que passou conosco lá (em nenhum momento falou em voltar pra casa, nem quando cortou o dedinho numa concha).
Agora então ele vive falando em viajar. E como toda criança que se preze, assiste a um canal fechado exclusivo de desenhos. E como todo canal infantil que se preze, esse é recheado de propagandas para incentivar o consumismo dos pequenos. Eis que uma noite dessas, após o comercial de um parque temático, ele sai da frente da TV e vem ao meu encontro, eufórico:
- Mãe, eu quero viajar com você pra esse lugar!
Eu, que estava por perto e havia escutado a propaganda, pensei: "Fica em Minas Gerais, deve custar uma fortuna passar uns dias por lá..." Então fui taxativa:
- Não, filho, mamãe não tem dinheiro!
E ele me olha com aquela cara de quem parece que viu meu saldo bancário:
- Tá mentindo, mãe?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...