Palavras de Alento

30 de mar de 2012

Passando Por Cima

Eu fico matutando algumas coisas e me questiono sobre as pessoas que Deus põe no caminho da gente. É gente que sai, gente que entra, gente que vai pra nunca mais voltar e gente que a gente sabe que não vai sair nunca. Fico feliz com essa certeza.
Essa semana recebi uma ligação de uma amiga-quase-irmã. Ela me pediu mil desculpas pela ausência (trabalha feito uma louca) e eu achei aquilo tão estranho (aliás já acho estranho ela trabalhar tanto)... definitivamente ela não precisava se desculpar. Não por mim, mas talvez sentisse necessidade de fazer isso. E eu respeitei. Sinto pela ausência dela. É uma pessoa que já foi tão presente e hoje praticamente não faz falta. Quer dizer, faz, porque depois que ela se foi (ou deixou de vir), eu não tive mais ninguém pra ocupar o lugar dela. E quando eu me pergunto quem é minha melhor amiga, não posso mais dizer que é ela, porque a vejo duas, três vezes no ano. Pra mim é pouco, acho que amigo tem que se ver. Se falar, pelo menos.
Mas eu tenho dois grandes amigos homens e a gente se obriga a se encontrar, pra colocar os assuntos pessoais (ou não) em dia e dar risada. Sim, damos tanta risada que dá vontade de não se largar mais. A vida da gente é tão entrecruzada que Deus nos fez passar por perdas de entes queridos no mesmo ano, um ano atrás. Perdi meu irmão, Mercinho perdeu a tia e Toni perdeu o irmão também. E o mais incrível disso tudo é que a gente passou por cima da dor de uma forma impressionante. Foi um sofrimento dilacerante, mas, ao invés de ficar se lamentando pelos cantos e se perguntando porquê, nós demos a volta por cima e ainda ajudamos os outros.
Acho que é por aí. Procurar o melhor. Querer bem. Fazer o bem. Sentir-se bem. Sofrer é natural, mas se entregar, jamais! Eu não me entrego! Eu supero, passo por cima. Corro atrás da felicidade igual uma doida. Às vezes eu pareço fria (quase sempre), mas não é frieza, é porque sou prática, racional, quero resolver as coisas e não remoer
Amarela diz que se impressiona com a minha maturidade, minha forma de lidar com as coisas tristes e difíceis da vida. Eu não sou madura não, gente, sou é ousada! Eu cresci na raça! Tive que encarar a dificuldade de frente e passar por cima, senão teria sido muito pior!

E pra finalizar, um conselho, a minha filosofia de vida atualmente:

26 de mar de 2012

Blog da Semana #11

Mês passado publiquei um post falando sobre blogs que, por um motivo ou por outro, são abandonados à própria sorte. Pois bem, o escolhido dessa semana parece estar fadado à morte também, o que eu espero que não aconteça. As postagens por lá estão surgindo num espaço de tempo cada vez maior e mesmo tendo 4 colaboradores, apenas uma está na ativa. Uma pena, pois o Caralhaquatro foi o primeiro blog que eu conheci na vida, lá pelos idos de 2006. Antes mesmo de cogitar ter um blog, eu já lia o Caralha (como é carinhosamente chamado por seus fiéis seguidores). 
Criado e alimentado por quatro amigos, Marcelo, Ricardo, Letícia e Irene (o qual só conheço o primeiro, que foi meu colega de trabalho, e o segundo, que é um famoso ator baiano), o Caralhaquatro é um blog que mistura charges, poesia, propaganda, fotografia e humor, muito humor. 
Como todo bom baiano, o Caralha gosta de uma polêmica. Sua imagem de exibição mostra(va) caricaturas dos quatro autores com a genitália desnuda (e ouriçada). Mas o papai Google censurou a imagem, obrigando o talentoso Marcelo Mendonça a por uma tarja preta sobre as partes púbicas de seus avatares.

Confiram o blog, é muito divertido e inteligente. Atentem para a sessão "Minhas Frases Deles" a qual já colaborei uma vez.

22 de mar de 2012

Eles Venceram

Desde a semana passada eu pensei em escrever sobre a vitória de Gianecchini sobre o câncer. Eu e minha mãe nos emocionamos ao ver uma reportagem sobre sua volta aos palcos. Foi muito lindo! E mais bonito ainda saber que ele sempre teve muita fé e crença na própria cura.
Foi difícil ouvir da minha mãe um certo pesar, por meu irmão não ter resistido. Mas a situação foi diferente. O câncer que acometeu Crístian foi descoberto tardiamente, já não havia mais o que ser feito. Mesmo assim não perdemos a esperança e ficamos ao seu lado até o último momento. Ele não foi derrotado. Derrota é para os que não lutam. Crístian se foi porque chegou a sua hora.
Essa conversa toda é porque hoje encontrei casualmente uma amiga querida, pessoa doce e meiga que conheci em 2010, e que se tornou especial pelo carinho e amizade que me dispensou. Ano passado ela sumiu do mapa quando descobriu que estava com câncer. Eu e uma amiga em comum tentávamos desesperadamente entrar em contato com ela, mas não houve retorno. Na época fiquei pensando como esse isolamento é ruím, pois meu irmão sempre recebeu o carinho das pessoas, as orações e votos de saúde e recuperação. Isso fortaleceu muito ele, no sentido de não desisitir e continuar lutando. 
Enfim, ao encontrá-la e perceber que estava bem, bonita, magra e principalmente ouví-la dizer que estava curada, foi um alívio tão grande, que chorei de emoção. Ela me abraçou forte e parecia querer desculpar-se pelo sumiço. Mas eu mudei de assunto. Não havia o que desculpar. Minhas lágrimas foram pela felicidade de ver a vida vencer o câncer. Eu acredito nisso.

19 de mar de 2012

Blog da Semana #10

Queridos, semana passada, devido à passagem da data natalícia do meu reBento, não publiquei o blog da semana, nem mais nada. Estou no maior corre corre, indo pra médico, levando o filhote e tentando teclar menos. É que meu punho direito tem reclamado e eu preciso me poupar. Além do mais tenho perdido gasto muito tempo com internet e lido pouco. Vou tentar inverter as coisas: Ler mais, navegar menos.
Então vamos ao que interessa: O indicado dessa semana é um blog que eu adoro e no qual eu me divirto muito. Além de inteligente, é original. Seu nome? Meu nome é... pois trata-se de um blog exclusivo para falar sobre nomes, um tema inesgotável e que eu adoro. A autora, Ariana Magalhães, é uma pessoa extraordinária, uma amiga real, que virou virtual, pois já faz 2 anos que não a vejo (saudade imensa). Ela passa pouco por aqui, mas eu estou sempre por lá, rindo e me deliciando com os nomes esdrúxulos que ela cata por aí para postar no bloguinho.
Vão lá conhecer, vale muito a pena. Mas se seu nome for sugestivo, cuidado: Pode virar um post.

PS: O Meu nome é... não tem imagem (um pecado, Maga!).

12 de mar de 2012

O Abençoado

Há quatro anos, aos 47 minutos do dia 12, ele nasceu. Eu havia ensaiado durante meses as palavras que lhe diria quando o tivesse em meus braços pela primeira vez. E depois de toda a tensão do parto e dos meses de emoções tumultuadas da gravidez, quando finalmente ouvi seu choro, desatei a chorar também. Um choro de alívio. Meu filho estava vivo, era saudável, real e logo estaria em meus braços. Meu sonho. Nunca sonhei tanto com uma coisa, desejei tanto, quanto ser mãe. E hoje me sinto plenamente realizada. Ele é muito mais do que eu queria, imaginava ou achava que merecia.
Bento faz quatro anos e às vezes eu sinto como se ele fosse mais velho do que eu. Mudou tanto a minha vida, minha forma de agir, pensar, falar, que parece que tudo isso que eu aprendi nesses poucos anos de convivência com ele, valeram pela vida toda. É como se ele tivesse trazido consigo essa experiência pra mim.
Deus é maravilhoso, me deu esse filho sonhado, desejado, querido. E me amparou, me ajudou, me fortaleceu pra que pudesse criá-lo, amá-lo, educá-lo e me encantar com ele todos os dias. Porque não há um dia em que eu não olhe pra Bento e ache ele perfeito, lindo, abençoado, dono de um poder de despertar em mim tantas coisas boas.  Eu tenho sido um ser humano muito melhor desde março de 2008, e ele é responsável por isso. Quero que ele sinta orgulho de mim, como eu sinto dele. Só não tenho a pretensão de que ele me ame tanto quanto eu a ele. A imensidão desse sentimento é ambição demais pra mim...
Que Deus me proporcione dias de saúde em abundância para desfrutar da companhia desse ser iluminado por muito tempo. E que o cubra de bênçãos todos os dias de sua vida, guiando seus passos e protegendo-o em todos os seus caminhos.
Seja feliz, meu filho, sua mãe vai estar ao seu lado sempre, de qualquer jeito!

8 de mar de 2012

Parabéns a Nós

Às minha amigas blogueiras e seguidoras, o meu beijo pela passagem do nosso dia. Que tenhamos força e coragem para enfrentar a luta diária que é ser mulher e ser vencedora.

Mulheres maravilhosas!

5 de mar de 2012

Blog da Semana #9

Na próxima quinta-feira comemoramos o Dia Internacional da Mulher, e nada mais justo do que hoje escolher para indicar a vocês um blog escrito por três mulheres extraordinárias. São seis mãos femininas que relatam no blog as suas alegrias e decepções na difícil arte que é se relacionar com o sexo oposto. No EXTRAordinárias elas desabafam, aconselham, pedem colo e refletem sobre suas histórias e relacionamentos amorosos. E quem lê, se delicia com histórias de amores (quase) surreais, provocando discussões que beiram uma sessão de terapia.
Nesse blog se fala em amor e sexo, sexo com/sem amor, mas também de amor sem sexo, e como nem sempre as histórias terminam bem, quase sempre os homens são tratados como ordinários.
Se você não tem preconceito e gosta de se divertir com as desventuras amorosas femininas, vá até lá e escolha o seu texto.


2 de mar de 2012

Carta Para o Céu

Amor,


Hoje faz um ano que você partiu e desde então as mensagens que recebemos através dos sonhos foram muito vagas. Ainda assim nossos corações estão reconfortados pela crença de que o Pai não te abandonou.
Foi um ano difícil. Sua ausência e a lembrança do seu sofrimento nos últimos meses nos machucaram muito. Mas sobrevivemos. Eu e mainha temos ido ao Centro e o apoio que recebemos lá nos fortaleceu para aceitarmos a sua partida. 
Nossa irmã se esforça pra sofrer menos. Cada um tem uma forma de reagir, e talvez por falta de esclarecimento, a reação dela tenha sido a pior de todas nós. Amarela já se ajeitou. Mudou-se do apartamento de vocês e agora mora sozinha. Sempre que estamos juntas você é o assunto principal. Temos um carinho e uma gratidão enorme por ela, por isso desejamos que ela seja muito feliz, que reconstrua sua vida e encontre alguém para amá-la. 
Órfãos de ti.
Seus sobrinhos estão crescendo rápido e enchendo nossas vidas de alegria. Bento e César são dois anjos que nos mantém ocupadas e preocupadas o suficiente para não nos concentrarmos na dor de não tê-lo aqui.
Agradeço a Deus por meu filho ter convivido com você, e sinto por nosso sobrinho não tê-lo conhecido. Certamente você se encheria de orgulho por ele se parecer tanto contigo. Essa semelhança às vezes nos assusta, mas também nos conforta. Ele foi um grande presente de Deus pra nós. Rezo para que ambos se tornem homens maduros e íntegros como o tio.
E assim levamos nossos dias, tentando ser felizes sem você, pois essa saudade acometeu a todos os nossos familiares e amigos. O lado bom é que depois de um ano aprendemos a não nos entregar à tristeza, tampouco questionar o porquê de termos passado por tudo isso.
Despeço-me com a certeza de que o amor que sentimos continua o mesmo, que nossas vidas permanecem entrelaçadas e que um dia nos reencontraremos.
Um abraço enorme, caloroso e forte.
Das mulheres de sua vida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...