Palavras de Alento

29 de set de 2011

Desafios para a Escola

Circula na internet um e-mail que traz a notícia de que o Ministério da Educação pretende ampliar o número de dias letivos, de 200 para 220. A medida visaria, segundo o ministro Fernando Haddad, aumentar o tempo de permanência dos alunos em sala de aula, pois segundo pesquisas realizadas pelo MEC, isso melhoraria os indicadores de qualidade da educação brasileira.
Professores de todo o país passaram então a manifestar-se contrariamente à essa medida (que ainda não é projeto de lei) por meio de redes sociais. Eu, enquanto professora da educação básica, atuando na rede pública há 7 anos, não acredito que vinte dias a mais em sala de aula resolverá o problema da educação no Brasil. Até porque, o que chamamos de "problema" é um conjunto de coisas, uma bola de neve que se arrasta há anos, de governo em governo. É preciso melhorar a infra estrutura das escolas, provê-las com equipamentos, recursos e bibliotecas, investir na merenda escolar, na segurança e manter os professores sempre atualizados, motivados e bem remunerados.
O Sr. Ministro e seus assessores estão minimizando o problema achando que vinte dias de aulas a mais vai dar pra modificar índices e conseguir milagres como melhorar o IDEB e os resultados do ENEM. Outra meta do MEC para 2020 é implantar a educação em turno integral em metade das escolas públicas brasileiras. Mais uma tentativa no sentido de equiparar a educação pública com a oferecida pela rede privada, haja vista que os índices dessa última são sempre melhores.
Acredito na educação em tempo integral, pois um dos grandes problemas dos alunos da rede pública hoje é a falta de compromisso com sua formação. Os próprios alunos não têm a mínima noção da importância do estudo na vida deles. E os pais, idem. A impressão que eu tenho é que todos estão imersos num universo onde a diversão e o esforço mínimo são os únicos objetivos.
Há quem consiga a proeza de se sair bem na escola, mas o nível de aprendizagem diminui à medida em que os anos escolares avançam. Novos interesses vão surgindo, e a escola, quase sempre desprovida de recursos e atrativos, vai se tornando cada vez mais chata, o último local onde eles gostariam de estar. E nós, as terríveis professoras, que vivemos para persegui-los com cobranças de atividades, submetendo-os a avaliações e ameaçando-os com notas vermelhas, nos tornamos os seres mais desprezíveis sobre a face da terra.
Ser professor é difícil. Mas eu gosto de coisas difíceis! Não vou desistir de fazer meus alunos compreenderem que só pela educação eles poderão mudar a realidade em que vivem. Bom, primeiro eu preciso fazê-los enxergar que a vida deles não é a ideal... (ô tarefa árdua!) Enquanto isso espero pelas medidas governamentais que vão mudar a vida deles e a minha também: Menos férias, mais trabalho, mesmo salário... dá pra ser feliz assim?
Charge disponível em: 

26 de set de 2011

Saudade Fraterna

Não tivemos tempo de tirar uma foto assim,
mas todos os dias ele repetia esse gesto.
- Senta aqui que mamãe quer falar uma coisa com você - Chamei-o, enchendo-me de coragem.
- O que foi?
- Chris foi embora...
- Ele foi morar em outra barriga? - a voz dele ficou tristinha e meu coração apertou tanto que me segurei pra não chorar.
- Não. Ele foi pra casa de papai do céu. Vai ficar lá com titio Dão e depois ele volta pra barriga de mamãe.
Ele fingiu bater de leve em minha barriga, com o punho fechado:
- Toc, toc, toc. Tem alguém aí? - silêncio na sala. Meus olhos cheios de lágrimas - Não tem ninguém mesmo - constatou tristinho e completou: - Eu fico com saudades dele...


No dia seguinte ele encosta a cabeça em minha barriga e pergunta:
- Mamãe, Chris voltou?

Aguenta coração, você não é de pedra, eu sei, mas é quase!


22 de set de 2011

Das Dores da Vida

Às vezes ser controversa me cansa. Me causa mal estar, repulsa, raiva de mim mesma.
Um mês atrás recebi a boa nova que eu pensava que mudaria minha vida. E como eu desejei que a minha vidinha maravilhosa, meu mundinho perfeito, meu castelo de areia continuasse no lugar... e por medo de tantas mudanças, rejeitei a boa nova!
Acho que a boa nova percebeu, porque hoje, um mês depois, já acostumada e feliz com ideia, eu desmorono de tristeza por ter sido rejeitada pela boa nova.
Tentei fazer tudo direitinho, mas a boa nova passou apenas dois meses comigo e voltou para o lugar de onde veio...

(Mais uma perda para a minha coleção de 2011)

17 de set de 2011

A história Secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XXX 

Os dias que antecediam a chegada do verão deixavam todos bastante animados. Mas àquela altura, a Mulher Só era pura melancolia. Seu nome era saudade e a única coisa que podia servir-lhe de consolo era a certeza de que seu sentimento era compartilhado por seu amado. 
A angústia da distância se intensificava nos finais de semana, quando ele não se conectava à internet e seu status nas redes sociais e sites de bate papo apareciam sempre off line. Também nunca lhe telefonava aos sábados ou domingos. Isso a entristecia sobremaneira. Sabia que muito provavelmente ele estaria dedicando seus dias de folga à família. 
Certa vez arriscara ligar num domingo, início da tarde no Brasil. Ele atendeu ao celular com um “olá” tão estranho que ela imaginou tratar-se de outra pessoa. Perguntou se estava tudo bem e não prolongou a conversa. Ela desligou o celular, desconcertada, sentindo-se a pior das criaturas, envergonhada de si mesma. 
A partir daí passou a questionar-se acerca dessa relação, se essa felicidade momentânea, proporcionada por encontros furtivos, valeria a pena. Chegava a pensar que a angústia causada pela ausência e a falta de posicionamento dele era um preço muito alto a pagar por esse amor. 
Mas o Homem Sem Tempo sabia como convencê-la a mudar de ideia. Ele possuía o dom de usar as palavras e fazê-la crer que aquele amor era sim possível. E ela deixava-se levar por promessas que ele nunca fez. Gostava de ouvi-lo dizer que havia algo de inexplicável entre eles, dava-lhe a certeza de que o Homem Sem Tempo realmente acreditava que aquele amor pudesse transpor as barreiras do tempo e jamais morrer. 

To be Continued

12 de set de 2011

Mania de Brasileiro

Bento, não sei por que cargas d'águas, tem a (péssima) mania de tamborilar em minhas nádegas. Não posso parar um instante sequer que lá vem ele fazer batuque num lugar que não emite nenhum som. Posso estar à pia lavando louça, no banheiro escovando os dentes ou simplesmente debruçada na janela, que ele aproveita para fazer da minha retaguarda, tambor. 
Dia desses fomos a um shopping perto de casa e ao invés de entramos pela porta principal, cortei caminho por uma loja de departamentos. Assim que senti segurança suficiente, soltei a mãozinha dele e abri a bolsa para guardar as chaves do carro.
Feito isso, ainda caminhando, baixei o braço a procura da mão dele, que eu imaginava estar ao meu lado. Susto. Por uma fração de segundos não encontrei a mãozinha macia daquele ser ao qual eu devo cuidar e proteger. Olhei pra baixo, na direção em que ele deveria estar, e nada. Virei-me pra trás, quase entrando em desespero, quando vi uma cena inimaginável: Meu filho sorria, com a carinha mais lavada do mundo, enquanto tamborilava no bumbum de um manequim que vestia uma calça jeans justíssima. 
Aliviada, só me restou rir (muito) e compartilhar mais essa pérola do menino Bento.

2 de set de 2011

Frases Inesquecíveis do Babaca

Pensando em alegrar um pouco essa data, resolvi compilar algumas das frases que ele costumava dizer. Quem conheceu Crístian sabe o quanto ele era inflexível, irredutível e cabeça dura, portanto não irão estranhar a postura (quase) politicamente incorreta.


"A moda é o contrário da arte. A arte quanto mais o tempo passa, mais se aprecia. Já a moda fica ridícula com o passar do tempo!"

"Mulher não toma corno. Quem toma corno é homem, mulher já é normal..." - essa eu odiava!

"Dormir é perda de tempo" - será que previa que teria pouco tempo de vida? Vai saber..."

"Homem não usa rosa. Pode usar salmon, laranja... mas rosa não, é cor de mulher!"

"Quem se casa com separação total de bens já está prevendo que vai se separar..." - indignado!

"Se você não tem nada de bom pra falar sobre uma pessoa, é melhor não dizer nada!"

"Deve ser bom namorar uma mulher que tem filho porque quando acabar a relação você se livra do filho também!" - que maldade... falava isso mas nunca namorou ninguém que tivesse filhos.

Para quem o conhecia, fica o convite para postar alguma frase dele, ou algo que lembre ele...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...