Palavras de Alento

28 de ago de 2010

Aviso aos Navegantes (Mapa Mental)

Queridos leitores:

A partir de hoje esse espaço de descarrego de pensamentos e emoções, vai acomodar também as produções acadêmicas feitas no curso de Especialização em Tecnologias e Novas Educações da UFBa, do qual sou uma aplicada aluna.Essa primeira atividade do módulo 5 é um Mapa Mental, que tem como tema as minhas percepções sobre o uso das tecnologias na prática pedagógica, e está em construção.

Apreciem (ou não. Vai saber...):

(Clique para ampliar)




27 de ago de 2010

A história secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XIII


Há um mês estava em Barcelona. A cidade era esplêndida, o povo bastante acolhedor e o Mestrado em Cidadania e Direitos Humanos fazia parte de um antigo projeto de vida que por diversos motivos não pudera ser concretizado antes. Poderia tê-lo feito no Brasil, havia bons cursos voltados para as Ciências Sociais e Políticas, sua área de formação, porém achou por bem viajar e ficar longe daquela vida que já não a agradava.
Por várias vezes adiara esse projeto. Primeiro por causa do seu ex marido, cujo emprego exigia que estivessem sempre se mudando de uma cidade pra outra. Isso a fez morar em sete lugares durante o breve período de quatro anos em que estiveram juntos. Tempo suficiente pra saber que preferia viver a sua própria vida, os seus próprios planos e sonhos. Não tinha saudades da vida de casada. No final das contas acabava sentindo-se sozinha sempre, devido à dedicação que o trabalho dele exigia.
Estava voltando pra casa, no final da tarde, quando passou em frente a uma sorveteria, ou gelateria, como chamavam por lá. Estava fechada, provavelmente por causa do inverno rigoroso que acometera a Espanha este ano. De imediato recordou seu derradeiro encontro com o Homem Sem Tempo. Naquela tarde tivera a certeza de que a decisão mais acertada a tomar fora essa.
Falaram sobre política, essencialmente, e sobre os rumos que tomou o antigo grupo do qual faziam parte. E apesar de terem trocado olhares estranhamente perturbadores, que deixou no ar a certeza de que algo a mais existia entre eles, nenhum dos dois teve coragem de dizer uma só palavra sobre o que sentiam.
Na despedida trocaram seus endereços eletrônicos, mas ela nada dissera sobre sua viagem. Depois disso, decidira silenciosamente que não falaria mais nada. Se ele foi ao seu encontro usando uma aliança, deixava tudo muito claro para ela. Engoliria em seco aquela história que criara em torno dele e esqueceria de uma vez por todas aquele que homem não podia ser seu.

To be continued

24 de ago de 2010

Sobre o Amor e o Tempo

Se você tivesse 30 anos, e estivesse prestes a se casar, daria conversa a um rapazola de 18?
E se fosse uma adolescente rebelde, de 17, que tipo de "papo rolaria" com um garotinho de 5 anos de idade?
Pois bem, ele nasceu quando eu já estava no ginásio, e quando eu terminei a escola, ele ainda nem sabia ler...
Mas foi no momento presente, que ele se tornou importante. Pela sua paciência, bom humor e disponibilidade. Ao contrário do que pareceria óbvio, mil afinidades foram surgindo, nas conversas agradabilíssimas noite adentro e nos encontros furtivos, que aos poucos revelaram as reais intenções.
O tempo rei se fazendo presente novamente, a me perseguir, intimidando relações... Pode ser que esse tempo que não nos permitiu nascer na mesma década, não faça muita diferença hoje, mas da mesma forma que um dia fez, certamente algum dia fará novamente.

Fazer o quê...? Viver!

20 de ago de 2010

Palavras ao Vento

Sacramento
Sentimento
Juramento
Estranhamento
Sofrimento
Arrependimento
Tormento
Lamento
Encerramento
Distanciamento
Renascimento.

16 de ago de 2010

Manual da Mulher Ultrasexy

Sim, você está no lugar errado. O título de uma matéria que encontrei hoje num site famoso, me inspirou a escrever sobre essas baboseiras que são publicadas por aí, e que acabam formarndo a opinião de milhares de garotas e até de mulheres adultas. É humanamente impossível ser ultrasexy full time. A menos que não se trate de alguém real, como as centenas de mulheres "fotoshopadas" que a TV, a internet, as revistas e os out doors impõem constantemente a nossas retinas, sem sequer nos darmos conta.
Hoje, a única dica que eu tenho a dar a uma mulher é: Seja inteligente. Inteligência é a minha palavra de ordem no momento. Tenho racionalizado acerca de tudo ultimamente, e as motivações das relações homem/mulher estão em pauta.
Se o objetivo de se tornar ultrasexy é conquistar um homem, eu pergunto: Que tipo de homem se está procurando? E que relacionamento irá se sustentar numa base dessas? Não estou propagando a falta de vaidade, nem fazendo apologia ao desleixo, só acho que um amor deve ser construído sobre alicerces mais sólidos.
Beleza, sensualidade e juventude passam, e o que fica é invisível aos olhos.
Infelizes daqueles que não enxergaram além do óbvio, e por isso perderam (ou deixaram de ter) mulheres extraordinárias.

13 de ago de 2010

Quem de direito

Nunca gostei de estudar leis. Nunca quis lidar com processos ou resolver problemas alheios. Em suma, nunca me senti atraída pelo Direito. Todavia, isso não impediu que eu atraísse, ou me sentisse atraída, por advogados.

Foram encontros, desencontros e reencontros com os tais doutores que não têm Doutorado. Passado, presente e (quiçá o) futuro marcados por relacionamentos com homens da lei.

Um amigo, coincidentemente, advogado também, diz que quando eu quero paquerar, ao invés de ir a um barzinho, ou à balada, vou ao fórum. Outra amiga acha que eu devo ter algum fetiche inconsciente com gravatas, paletós e becas. Maledicentes!

A minha teoria é que existem cursos de Direito demais em Salvador, despejando semestralmente toneladas de advogados no mercado (nos barzinhos, nas baladas...).

Na verdade, existe uma tendência das pessoas se relacionarem com profissionais da mesma área. Isso explica porquê artista casa com artista, médico com médica, jornalista com jornalista...

E é exatamente aí que residem os problemas das prózinhas: A parcela da população masculina graduada em Pedagogia é pequeniníssima (e se formos considerar a orientação sexual da maioria, esse número cai bastante). Só nos resta apelar para as carreiras que mais atraem o público masculino, e na minha opinião, a preferida é o Direito.

Não sei. Não descobri se há mesmo uma relação entre o meu desejo e a profissão deles. Só sei que gosto de homens inteligentes, de personalidade e sobretudo, de atitude! Agora, se são policiais, médicos, professores ou advogados, é mera coincidência.

Culpa dos cursos de Direito!

10 de ago de 2010

A história secreta da Mulher Só e do Homem Sem Tempo

Capítulo XII

Acabara de fazer suas malas. Já havia se despedido dos colegas de trabalho, do pai e da irmã. No dia seguinte, às 22hs, embarcaria pra Europa, onde passaria os próximos seis meses. Em julho teria alguns dias de férias e voltaria para rever sua família.

Seu pai pediu-lhe que não ficasse fora do país durante os dois anos que seu curso duraria, e que viesse vê-lo antes que fosse a vez dele partir para sempre. Ela já conhecia sua forma apelativa de tentar convencê-la. Essa era a única maneira que encontrava para sensibilizá-la, pois sabia que ela era perfeitamente capaz de isolar-se e ficar sem dar notícias por meses a fio, como já fizera antes. Mas agora era diferente, seu velho pai estava com a saúde frágil, e sua presença certamente traria algum conforto para ele.

Pensou no Homem Sem Tempo, sentiu um aperto no coração. Não queria embarcar sem antes vê-lo, dizer-lhe o quanto o amava e porquê estava partindo. Olhou o relógio, que marcava 13:15hs. Onde ele estaria agora? Pegou o telefone e discou. Não demorou a atender.

- Que surpresa boa... – parecia sorrir, sua alegria a contagiava, fazendo-a sentir ainda mais vontade de vê-lo

- Você está ocupado agora?

- Não, estou de folga hoje à tarde. Por quê?

- Porque eu também estou livre agora e gostaria de encontrá-lo, se você puder.

Marcaram numa sorveteria, próxima à sua casa. O local soava um tanto pueril, mas preferia encontrá-lo num lugar neutro, além do mais era verão, e nada mais apropriado que um sorvete refrescante.

Ele garantiu estar lá em 30 minutos e ela ainda se questionava se realmente deveria ter feito aquilo. Sim, deveria. Não poderia viajar sem falar com ele, sem ouvir de sua própria boca que havia se casado. Ainda tinha esperanças de que fosse apenas um equívoco.

Na hora marcada, lá estava ela, tensa, em uma mesa nos fundos, quase escondida atrás de um sorvete enorme. Ele adentrou o recinto e ficou parado à porta, procurando-a com os olhos. Ela ficou a admirá-lo. Não o via há mais de dois anos. Usava óculos de aro fino e estava levemente mais gordo. Devia mesmo estar casado, pensou, os homens costumam engordar depois do casamento. Riu, e continuou a observá-lo. Ainda mantinha seu magnetismo, era alto, tinha cabelos escuros, pele clara, não muito bonito, porém, um homem fascinante.

Ele a viu, e foi em sua direção, sorrindo timidamente. Suas mãos suavam, seu coração disparou. Cumprimentaram-se com um abraço rápido e sentaram de frente um pro outro. Ela ostentava um sorriso largo, até seu olhar atento pousar sobre a aliança de ouro em sua mão esquerda. O sorriso foi se desmanchando lentamente até desaparecer por completo do rosto. Ficou gelada, sentiu vontade de sumir, mas procurou agir com naturalidade e manteve-se impassível diante dele.

To be Continued

6 de ago de 2010

Namorado

Coincidentemente, essa semana, duas pessoas que não se conhecem levantaram hipóteses sobre um possível namorado em minha vida. Só rindo (pra não chorar), porque há seis anos não sei o que é isso! Nem posso me dar ao luxo de tê-lo no momento, pois sou uma mulher sem tempo (ops, personagem novo na área???).
Estou namorando muito ultimamente... com a blogsfera, com a minha pós, com meu filho, meu irmão, minha casa, meu trabalho (não necessariamente nessa mesma ordem). São eles os donos das minhas preciosas 24 horas.
Mas pensando bem, eu ando precisando mesmo arrumar tempo pra voltar a sair, e quem sabe dar espaço a alguém que possa vir a tornar real essa hipótese levantada.
Namorar faz um bem danado!!!

PS: Antes que seja questionada, esclareço que QSM não se enquadra na minha definição de namorado!!!

2 de ago de 2010

Romance em 20 Verbos

Visualizar
Desejar
Ansiar
Encantar
Estar
Confiar
Entregar
Amar
Completar
Tornar
Sonhar
Esperar
Cansar
Desandar
Desgastar
Desesperar
Acuar
Ponderar
Renunciar
Acabar
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...